Instagram faz balanço de 2018 e revela o que foi tendência na plataforma

Nesta quarta-feira (12/dez), o Instagram anunciou o que foi tendência em 2018 na plataforma, compartilhando a forma como as pessoas usaram a rede para “se expressar criativamente e se aproximar das pessoas e coisas que elas amam”.

No comunicado a empresa ressalta sua animação com o fato de que “compartilhar amor e bondade ainda é uma prioridade para a comunidade”, lembrando que o Heart Love Sticker by Arata (corações pulando), foi o adesivo Giphy mais usado no Stories. No Feed, o Emoji do coração foi usado em comentários mais de 14 bilhões de vezes.

ASMR, Fortnite e K-Pop não ficaram de fora

O instagram destacou, ainda, que os chamadados ASMR (Autonomous Sensory Meridian Response, em português significa “resposta sensorial autônoma do meridiano”), foi a “principal tendência da comunidade de nichos do ano”. Os ASMR são vídeos onde o autor, através de sons ou gestos, capturam a atenção do expectador, levando a um estado de concentração ou relaxamento. Segundo a empresa, os vídeos do corte de sabonete, “Slime popping” e “MakeUp shaving” foram os mais populares.

O sucesso do game Fortnite também se refletiu dentro do Instagram em 2018, com a hashtag #fortnite sendo a que mais cresce no mundo (no Instagram são quase 15 milhões de marcações #). Já o fenômeno do K-Pop (gênero musical com origem na Coréia do Sul), em especial o grupo BTS, tem a principal comunidade de fãs, com quase 70 milhões de marcação em hashtag na plataforma.

Por fim, um dos maiores fenômenos de danças virais da atualidade nasceu dentro do Instagram, com um vídeo postado por Shoker, um comediante conhecido nas redes como The Shiggy Show. No dia 29 de junho ele apareceu dançando a música In My Feelings, do Drake. Pronto, a hashtag #inmyfeelingschallenge chegou ao número 1, com famosos dançando, desde o próprio Shoker @theshiggyshow a @willsmith.

Causas significativas também tiveram destaques

Movimentos como Me Too e Time’s Up, que têm por finalidade principal a luta contra o abuso sexual contra as mulheres, também tiveram presença dentro do Instagram: #metto (1,5 milhões de marcações) e #timesup (597K marcações). A tragédia do ataque ao colégio de Parkland (Flórida), quando um ex-aluno assassinou 17 pessoas, gerou um movimento histórico nos EUA contra as armas, a chamada Marcha por Nossas Vidas. No Instagram a hashtag #marchforourlives teve 562k marcações, mostrando que a rede também pode ser um espaço para o desenvolvimento e apoio à causas importantes.

E o Instagram finaliza de uma forma bem festiva e emotiva:

“Esperamos que este roundup inspire você a usar o Instagram para espalhar alegria e bondade nesta temporada de festas.”

Valeu Instagram!!!!

AUTOR

LUIS PIMENTA
Jornalista

www.instagram.com/luispimenta.jornalista